Perguntas e respostas sobre Estresse

1. O que é estresse?

 O stress ou estresse é um mecanismo de adaptação natural que é acionado toda vez que nosso organismo se vê sob pressão. Sua função é nos colocar em estado de alerta para darmos conta das exigências e demandas diárias. 

2. É verdade que existem dois tipos de estresse: o bom e o mau?

Sim! O estresse pode ser benéfico e até mesmo necessário, pois nos faz reagir prontamente diante de uma situação emergencial, nos torna mais criativos e mais produtivos. Nesse caso é o estresse bom ou “eustress” Por outro lado, o excesso de estresse (ou “distress”) pode ser extremamente prejudicial. Isso pode ocorrer se ficarmos o tempo todo em estado de alerta constante (mesmo sem a presença de uma “ameaça”) ou se formos submetidos a um grau elevado (para os nossos limites individuais) de ansiedade e tensão. Nesse caso o estresse pode gerar sintomas indesejados, ocasionando diversas doenças e levando á diminuição da qualidade de vida do indivíduo. 

3. Quais são os sintomas mais comuns do estresse?

– Cansaço físico e/ou mental

– Baixa da resistência, deixando a pessoa mais suscetível a infecções, viroses, etc

– Perda de memória, distração e dificuldade de concentração

– Perda de produtividade, diminuição do rendimento, erros constantes, atraso de tarefas, perda de prazos e absenteísmo (faltas no trabalho)

– Falha no julgamento e na percepção

– Diminuição da autoconfiança e da autoestima

– Gasto excessivo de tempo com o trabalho e atividades ligadas a ele

– Usar o tempo que seria dedicado ao lazer para colocar o serviço “em dia”

– Sensação nítida de que o tempo passa muito rápido e de que 24 horas por dia é pouco para fazer tudo o que é necessário

– Alterações no padrão de sono, por exemplo, insônia, sono agitado ou dormir mal

– Alteração no padrão alimentar: comer mais ou menos do que de costume

– Uso abusivo de drogas para aliviar a tensão acumulada, principalmente álcool e tabaco

– Perda da motivação e da capacidade de sentir prazer

– Depressão

– TAG – transtorno de ansiedade generalizado

– Ataques de pânico

 

4. O estresse pode provocar doenças psicossomáticas? Se pode, quais seriam as mais /comuns?

Pode, sim! As doenças psicossomáticas mais comumente associadas ao estresse seriam dores de cabeça, dores musculares, bruxismo (ranger os dentes), labirintite, doenças dermatológicas (acne, perda de cabelo seborreia, psoríase), hipertensão arterial, diabetes, problemas cardiovasculares

5. Qual é o tratamento mais comum?

Psicoterapia e, quando necessária, medicação para o tratamento de sintomas indesejados tais como dores de cabeça, insônia, labirintite, entre outros.

6. Como é possível em meio a tantos problemas existentes em uma metrópole (trânsito, pressões no trabalho, falta de dinheiro, relacionamentos nem sempre cordiais) conseguir ficar livre do mau estresse?

A principal seria aceitar seus próprios limites. Pois o estresse está associado à capacidade de você retornar ao equilíbrio quando submetido à pressão. E essa capacidade é individual.

Outras atitudes que você pode adotar para combater o “mau estresse”

– A solução mais definitiva e mais óbvia é adotar uma nova atitude diante da vida e mudar alguns hábitos

– Movimente-se: ninguém é uma pedra. Aumentando seu prepara físico, aumenta proporcionalmente sua resistência ao estresse

– Descanse: ninguém é de ferro. 

– Aceite seus limites: ninguém é super homem ou super mulher… Muito menos Deus!

– Alimente-se de forma saudável: você é reflexo daquilo que seu corpo ingere

– Procure ser feliz no trabalho e obter prazer e satisfação em suas atividades profissionais, afinal de contas é o ambiente onde você passa a maior parte do seu tempo

– Invista na sua profissão e atualize seu conhecimento. Quem fica “parado no tempo” perde tempo, cargo e dinheiro

– Arrume tempo para se divertir e para relaxar. Trabalhar é fundamental… Porém a vida não se resume a isso!

– Invista nas suas relações interpessoais: ninguém vive isolado em uma ilha.

– Cuide-se: ninguém é eterno. A responsabilidade é sua… Quanto mais saúde, mais qualidade de vida!

Augusto Goldoni – psicanalista, psicoterapeuta, consultor e escritor.